quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

«O BURACO NA PAREDE»

Este curioso título -«O BURACO NA PAREDE»- identifica a fita «Dakota Lil», realizada em 1950 por Lesley Selander por conta da companhia 20th. Century Fox. Foi filmada a cores e tem uma duração de 88 minutos. O elenco artístico é composto pelos actores George Montgomery, Marie Windsor, Rod Cameron, John Emery, Wallace Ford e Larry Johns. Sinopse : em 1899, um agente secreto é enviado para o Oeste, para tentar desmantelar uma audaciosa quadrilha de assaltantes de comboios. Mas, para se introduzir na intimidade do bando, é necessário ganhar a confiança de Lil, uma bela artista de 'saloon'. Título brasileiro desconhecido. Um DVD com cópia deste western foi lançado, este mês, no mercado espanhol. Tem legendas em língua portuguesa.

«HEROÍNA DO TEXAS»

Filme realizado, em 1938, por James Patrick Hogan, «HEROÍNA DO TEXAS» («The Texans») foi protagonizado por Joan Bennett, Randolph Scott, May Robson, Walter Brennan, Robert Cummings, Robert Barrat e Francis Ford. Pertencente ao espólio dos estúdios Paramount, esta película foi filmada a preto e branco e tem uma duração de 92 minutos. A acção deste western (bastante evoluído para o tempo) situa-se no imediato pós-guerra (de Secessão) e descreve a odisseia de uma caravana que ruma às promissoras terras do Oeste. Tenho uma excelente cópia desta fita -sobre suporte DVD- editada em França. O seu título brasileiro é quase idêntico ao usado em Portugal «A Heroína do Texas».

«CONQUISTA DE SANTA FÉ»

«CONQUISTA DE SANTA FÉ» («Santa Fe») teve realização -em 1951- de Irving Pichel e a participação artística de Randolph Scott, Janis Carter, Jerome Courland, Peter Thompson, John Archer e Warner Anderson. Produzida para a Columbia Pictures, esta película tem fotografia a cores e uma duração de 72 minutos. Bem ritmada, conta-nos a história de quatro irmãos de origem virginiana que sobrevivem à guerra civil. Depois do conflito, sem recursos, três deles optam por integrar um quadrilha de foras-da-lei, enquanto o mais velho arranja emprego numa companhia ferroviária. O confronto entre os manos Canfield surge quando os bandoleiros começam a atacar os comboios que o primogénito tem por missão defender. Título brasileiro : «Santa Fé».

terça-feira, 16 de Setembro de 2014

«UM VALENTE»

A película «UM VALENTE» («The Fighting Kentuckian») foi estreada em 1949 e o seu realizador foi George Waggner. Para além de John Wayne, que aqui encarna a principal figura da história, esta fita contou com a participação de Vera Ralston, Philip Dorn, Oliver Hardy (Bucha), Paul Fix e Marie Windsor. Com a chancela da Republic Pictures, foi fotografada a preto e branco e tem uma duração de 100 minutos. Sinopse : um grupo de veteranos franceses, sobreviventes da batalha de Waterloo, instala-se na fronteira americana (com as suas famílias), onde o Congresso dos Estados Unidos lhe atribuiu terras para colonizar. Desse grupo de pioneiros faz parte a bela Fleurette, requestada, simultaneamente, por dois homens. À luta contra os índios vai suceder uma batalha pelo coração da donzela. Títulos brasileiros : «Estranha Caravana» e «O Lutador de Kentucky».

«GATO BRAVO DO ARIZONA»

«GATO BRAVO DO ARIZONA» («The Arizona Wildcat») é uma modesta fita -com realização de Herbert I. Leeds- estreada de 1939. Os atores principais do cartaz são Jane Whiters, Leo Carrillo, Pauline Moore, William Henry e Douglas Fowley. Distribuída pela 20th. Century Fox e com fotografia a preto e branco, este filme tem uma duração de 70 minutos. A história começa quando uma jovem descobre no sótão de sua casa um velho baú, que contém, entre outras velharias, um cartaz da polícia oferecendo uma recompensa pela captura de 'El Gato'; um famoso bandido que roubava os ricos para dar aos pobres. Problema : a moça reconhece na fotografia do dito cartaz a figura de Manuel Hernandez, seu pai adoptivo... Raridade, que se intitula no Brasil «Rosa do Deserto».

«PERDOA O MEU PASSADO»

Interessante western de Rudolph Maté, com Charlton Heston, Anne Baxter, Gilbert Roland, Tom Tryon, Forrest Tucker, Bruce Bennett, Elaine Strich, Barton McLane, Leo Castillo, etc. Produzido pela Paramount, «PERDOA O MEU PASSADO» («Three Violent People») foi filmado em TechniColor e tem uma duração de 100 minutos. Sinopse : de regresso a sua casa, no Texas, depois de ter tido parte activa na guerra civil, o desmobilizado oficial sulista Colt Saunders constata que a região está agora dominada por 'carpetbaggers' sem escrúpulos, que tentam, por todos os meios, tirar proveito da vitória militar dos federais. Aos seus problemas financeiros vêm juntar-se questões de natureza sentimental, depois do seu precipitado casamento com Lorna (uma aventureira em busca de redenção), e por causa do seu antagonismo com Cinch, o seu turbulento irmão... Drama familiar, bem realizado e bem interpretado, atributos que fazem desta fita um dos bons filmes de cowboys de 1957, ano da sua estreia. Já com cópia DVD editada em vários países da Europa, inclusivamente em Portugal. Título brasileiro : «Trindade Violenta».

O COLT 45, UMA ARMA PODEROSA


Cinturão-cartucheira com coldre. E dentro deste o temível e devastador Colt 45. Inicialmente criada para uso exclusivo do exército, esta arma (o revólver 'Peacemaker') rapidamente passou a ser vendida aos civis. Custava -nos anos 70 do século XIX- a módica quantia de 17 dólares e as suas munições (de um calibre correspondente ao 11 mm actual) eram compradas -por vaqueiros, representantes da lei e outros usuários- por tuta e meia. Daí a proliferação desta arma, que reinou nos Estados Unidos da América, sobretudo no Faroeste, até à aparição, em 1911, da pistola automática Colt de mesmo calibre.