terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

«WHEN THE REDSKINS RODE»

Fita inédita nas nossas salas. Tem, no entanto, uma versão em língua portuguesa, no Brasil, onde este pré-western de Lew Landers (1951) se intitula «Guerreiros do Sol». A acção decorre em 1753, na região dos Grandes Lagos, onde tropas francesas e britânicas sustentam (com o apoio de tribos ameríndias rivais) uma guerra sem quartel pela posse do Canadá. Infelizmente nunca vi esta fita. Que foi produzida pela Columbia Pictures. Foi filmada a cores e tem 78 minutos de duração. Com : Jon Hall, Mary Castle, James Seay, John Ridgely, Sherry Moreland, Pedro de Cordoba e John Dehner.

«SOZINHO CONTRA A CIDADE»

Excelente western de Richard Wilson, que o realizou em 1955. «SOZINHO CONTRA A CIDADE» («Man Whit a Gun») conta-nos a história de um pistoleiro profissional, que é contratado para 'limpar' uma cidadezinha do Oeste dos seus elementos perturbadores. Os seus métodos algo brutais (e que o levam a incendiar o 'saloon' onde se acoitam os maus rapazes do lugar), acabam por ofuscar as 'boas almas' que o contrataram... Distribuição feita pela companhia United Artists, fotografia a preto e branco e duração de 83 minutos. Com uma memorável interpretação de Robert Mitchum (que aqui desempenha o papel principal), Jan Sterling, Karen Shape, Henry Hull, Angie Dickinson, etc. Já com videogramas editados e comercializados em vários países da Europa. Esta fita intitula-se no Brasil «Armado até os Dentes» (sic).

«INDESEJÁVEIS»

Esta versão de «INDESEJÁVEIS» («The Outcasts of Poker Flat») estreou em 1952. Teve realização de Joseph M. Newman, que aqui dirigiu Anne Baxter, Dale Robertson, Miriam Hopkins, Cameron Mitchell, Craig Hill, Barbara Bates e William H. Lynn. Foi inspirada, tal como as versões que a precederam (nomeadamente uma de 1919, realizada por Ford) num livro do conhecido novelista Bret Harte.  Trata-se aqui de uma produção da 20th. Century Fox, com fotografia a preto e branco e com 81 minutos de duração. Sinopse : um grupo de indesejáveis (prostitutas, batoteiros, etc) é expulso de uma cidadezinha do Oeste. Para fugirem a uma violenta tempestade de neve, homens e mulheres vão refugiar-se numa cabana isolada das Montanhas Rochosas; onde uma quadrilha de bandoleiros os surpreende e lhes complica ainda mais a vida. Excelente, apesar de ser um filme de fraco orçamento. Tenho uma boa cópia DVD desta fita, editada em França. Título brasileiro : «Párias do Vício».

MEMÓRIA MUSICAL

«The Gael» é um dos memoráveis temas musicais do filme «O ÚLTIMO DOS MOICANOS» («Last of the Mohicans»), realizado em 1992 por Michael Mann. Cineasta que, naturalmente, colheu inspiração para esta sua obra no romance homónimo de Fenimore Cooper, tantas vezes levado aos ecrãs do cinema e da televisão. Esta belíssima música foi composta por Dougie MacLean. Feche os olhos, ouça-a e impregne-se do espírito dessa sumptuosa película.

Carregue aqui, na versão de 4:15 :

https://www.google.pt/?gws_rd=ssl#q=last+of+the+mohicans+music

«FORTE SELVAGEM»

A fita «FORTE SELVAGEM» («Fort Savage Raiders») apresenta a assinatura de Ray Nazarro, um cineasta que tem no seu currículo algumas dezenas de westerns. Alguns dos quais de grande qualidade. Esta película (estreada em 1951) pertence à série dos Durango Kid, um herói que, no cinema, adoptou o rosto e a personalidade do actor Charles Starrett. Também com Smiley Burnette, Joe Dehner, Trevor Bardette e com o futuro realizador Fred F. Sears. É uma produção dos estúdios Columbia, filmada a preto e branco e com 54 minutos de duração. Sinopse : Durango Kid é incumbido pelo exército de localizar o paradeiro de uma perigosa quadrilha, evadida dos calabouços de um forte militar. O empenho do exército é justificado pelo facto do chefe dos bandoleiros ser um dos seus antigos capitães... Título brasileiro : «Avalanche de Sangue».

«A EMBOSCADA»

«A EMBOSCADA» («In Old California») teve realização de William McGann e estreou em 1942. A vedeta do elenco é John Wayne, que aqui contracenou com Binnie Barnes, Albert Dekker, Helen Parrish, Patsy Kelly, Edgar Kennedy e Dick Purcell. Aquando da corrida ao ouro, um jovem farmacêutico do Leste vai instalar-se numa região da Califórnia, onde um político corrupto tenta tirar proveito da sua posição de figura pública para enriquecer. O boticário vai, então, liderar uma revolta contra os impostos abusivos lançados contra a população. Para vingar a afronta e comprometer o seu rival, o político manda envenenar um tónico receitado pelo farmacêutico... Produzido e distribuído pela Republic Pictures. Filmado a preto e branco e com 88 minutos de duração. Já editado em DVD no nosso país. Título brasileiro : «O Caminho Fatal».

«NAVAJO RUN»

Que eu saiba, este filme nunca por cá foi estreado. Realizado em 1964 por Johnny Seven (que também foi produtor e actor principal deste quase desconhecido western), «NAVAJO RUN» reuniu um elenco formado, como já foi dito, pelo próprio Seven, por Warren J. Kemmerling, por Virginia Vincent e por Ron Sable. Esta fita foi distribuída pela modesta companhia A.I.P. (American International Pictures), filmada a preto  branco e tem uma duração de 75 minutos. Sinopse : um mestiço mordido por uma cascável, procura ajuda no rancho de uma família de pioneiros brancos. Mas os laços de simpatia que ele inicialmente estabeleceu com os filhos do dono da casa são destruídos pelo ódio patológico que este vota aos pele-vermelhas. O ferido vai, assim, ser utilizado como presa numa incrível caça ao homem. Título brasileiro : «Grito de Sangue».