terça-feira, 3 de janeiro de 2017

AS MIL E UMA CARAS DO OESTE

«LOVE COMES SOFTLY»

Telefilme em vários episódios, realizado (em 2003) por Michael Landon Jr.. Trata-se de um drama ambientado no Oeste americano de finais do século XIX. A história começa assim : Marty Claridge (encarnada pela actriz Katherine Heigl) instala-se numa bela e selvagem região, onde pensa -com seu marido- construir um futuro risonho. Mas Aaron, o chefe de família, morre na sequência de uma inesperada queda de cavalo e a sua jovem esposa fica só, sem amigos que a possam apoiar nessa difícil circunstância. Com o Inverno a chegar, Marty acaba por aceitar a ajuda de um fazendeiro vizinho, Clark, também ele viúvo, que procura uma mãe para seus filhos. A vida toma, para ambos, um rumo imprevisto... Produção da Hallmark Channel, com (para além da já citada Katherine Heigl) Dale Midkiff, Skye McCole Bartusiak, Corbin Bernsen, Theresa Russell, etc. Existem edições desta obra comercializadas em França e noutros países europeus. Infelizmente sem legendagem no nosso idioma. Tem edição DVD brasileira com o título «O Amor Vem Devagar».

domingo, 1 de janeiro de 2017

«IN OLD SACRAMENTO»

«IN OLD SACRAMENTO» é mais um western que nunca conheceu o privilégio de ser exibido nas salas do nosso país. Foi produzido pela companhia Republic Pictures, que confiou a sua realização ao prolífico director Joseph Kane; que o estreou em 1946. Tem fotografia a preto e branco, uma duração de 89 minutos e contou com o concurso (nos principais papéis) dos actores William Elliott, Constance Moore, Hank Daniels, Ruth Bonnelly, Eugene Pallette e Lionel Stander. A história decorre na Califórnia do século XIX e começa assim : Johnny foi despojado de todos os seus bens por uma quadrilha de facínoras. Sem meios de subsistência, o jovem lança-se na ilusória e perigosa aventura de assaltar de diligências. Apaixonado por Rita Malone -uma vistosa cançonetista de 'saloon'- o novel bandido vê-se rejeitado por esta, quando a moça descobre a sua reprovável actividade de fora-da-lei... Acho que nunca vi esta fita. Título brasileiro : «Sacramento, Cidade da Desordem».

«I SHOT BILLY THE KID»

Com realização de William Berke (em 1950), «I SHOT BILLY THE KID» baseou-se numa novela da autoria de Orville H. Hampton, que assegurou, ele próprio, a sua adaptação ao cinema. É uma fita de fraco orçamento, filmada a preto e branco e com 57 minutos de duração. A produção esteve a cargo da companhia Lippert Pictures Inc.; que escolheu para encarnar as principais personagens desta historieta os actores Don Barry (William Bonney), Robert Lowery (Pat Garrett), Wally Vernon (Vicente), Tom Neal (Bowdry), Wendie Lee (Francisca) e Claude Stroud (general Lew Wallace). Sinopse : depois de terminada a chamada guerra do condado de Lincoln, Billy the Kid recusa um indulto oferecido (sob condições) pelo general Lewis Wallace, governador do território do Novo México. E prossegue a sua vida de temível fora-da-lei, antecipando, assim, o seu violento destino... Inédito em Portugal. Título brasileiro desconhecido.

«GUNFIGHTER»

Esta película -«GUNFIGHTER»- foi produzida por Francis Ford Coppola e realizada (em 1999) por seu sobrinho Christopher Coppola. O tema desenvolve-se (ao que parece, pois não me lembro de ter visto esta fita) à volta de uma lenda envolvendo Hopalong Cassidy e do atributo do mais rápido atirador do Oeste. A frase promotora deste quase anónimo western diz : «Numa terra sem lei, ele era a voz da verdade»... Fita colorida e com 94 minutos de duração. Distribuída nos EUA por Amazing Movie. Com : Martin Sheen, Robert Carradine, Dick Chaney, Peter Ridet, Tom Gulager, etc. No Brasil, esta película aparece referenciada com o título «Duelo de Valentes».

«IN OLD AMARILLO»

«IN OLD AMARILLO» (sem título por cá, além do original) foi realizado por William Witney e estreou -nos 'states'- em 1951. As principais figuras do elenco são Roy Rogers, o cavalo 'Trigger', Estelita Rodriguez, Penny Edwards, Pinky Lee e Roy Barcroft. É uma fita com fotografia a preto e branco e com uma duração de 67 minutos. Foi produzida pela Republic Pictures. Teve distribuição no Brasil com o título «O Paladino da Lei». Sinopse : uma seca persistente ameaça acabar com as ganadarias do Texas. Um oportunista aproveita-se da desgraça alheia, para comprar o remanescente das manadas a preços excessivamente baixos. É aí que intervém o sempre jovial cowboy Roy Rogers para por termo aos abusos e restabelecer a justiça. Enfim, mais do mesmo...

FELIZ ANO NOVO


FELIZ ANO NOVO !
(com armas de fogo só no cinema)